Fotos & Fatos

FOTOS & FATOS Veja o que a família da PIBB tem promovido... :: NOVO - EXPRESSÃO DE VIDA 15 anos. veja + :: Viagem missionária à Carinhanha (Abril 2010). veja + :: Dia das Mulheres 2010. veja + :: Viagem missionária para a Bahia. Veja + :: De fant...

Pregações Bíblicas

Série Ministério de Jesus Exposição bíblica da ação ministerial do Mestre Faça download dos sermões proferidos pelo Pr. José Carlos da Silva - da série Ministério de Jesus - divulgando-a como açã...

Programação Semanal

NOSSA PROGRAMAÇÃO SEMANAL Venha celebrar o nosso Senhor Jesus Cristo Quarta - Culto de Celebração (20h) - Exposição Bíblica Quinta - Reunião da Mulheres (20h); Reunião dos Homens (20h) Sexta - Culto de Celebr...

Cultos Temáticos

CULTOS TEMÁTICOS SEMANAIS Sermões expositivos de livros da Bíblia... >> ATOS DOS APÓSTOLOS Pr. José Carlos (todas as quartas) - 20h >> EPÍSTOLA AOS ROMANOS Pr. Vinicius (todas as sextas) - 20h

Pequenos Grupos

PEQUENOS GRUPOS DA MOCIDADE Um espaço para celebrar a comunhão Terças 20h na igreja. (Tema livre) Lideres: Jônatas e Lorena. Quinta 20h. (Tema livre) - Pr. Marcos Leite. Sábados 18h30m na igreja. (Celebração da Disciplina) - Lideres: Sa...

Nossa História PDF Imprimir E-mail

Há 52 anos procuramos servir a causa de Jesus Cristo...

A nova capital federal, sonhada por Juscelino Kubitschek de Oliveira estava ainda em construção (seria inaugura em 22 de abril de 1960). Dentre a população brasileira atraída pelo emprego e pela oportunidade de participar de um salto de desenvolvimento no coração do território nacional, alguns evangélicos chegaram e se estabeleceram no Núcleo Bandeirante, na época mais conhecido como Cidade Livre.

No sétimo dia de setembro de um mil novecentos e cinqüenta e sete, um pequeno grupo de irmãos batistas, oriundos de diferentes cidades do país, se organizam em igreja. Escolhem o nome de Primeira Igreja Batista de Brasília e elegem o Elias Brito Sobrinho como seu pastor. A cidade era um formigueiro. Gente chegando e se espalhando a caça de trabalho e de um lugar para se estabelecer, fincar raízes. A igreja também cresce rapidamente. Continuam a afluir crentes de outras cidades, mas, principalmente, uma população solitária e cansada busca o conforto do evangelho. 

Muitas são as conversões, os cultos ao ar-livre, as reuniões de evangelização. No Brasil ardia o fogo do movimento de renovação espiritual. A PIBB foi também inflamada com o poder do Espírito e os dons espirituais. Vigílias, poderosas reuniões de oração, fervor e santidade contagiantes.


Em 1965 a PIBB se desliga da Convenção Batista Brasileira e participa com outras igrejas batistas de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Rio de Janeiro e outros estados de um movimento de que culminaria, em setembro de 1967, na criação da Convenção Batista Nacional, sendo o Pr. Elias Brito Sobrinho seu primeiro presidente.

As cidades satélites foram surgindo e os crentes do Núcleo Bandeirante sendo assentados. Em diversas delas, vão surgindo igrejas batistas. Ao longo deste quarenta e nove anos, aproximadamente 40 igrejas foram geradas pelo esforço missionário da PIBB. Em outubro de 1974 falece o Pr. Elias Brito Sobrinho. Seu sucessor é o Pr. Darci Guilherme dos Reis, responsável pela igreja quando da aquisição do terreno e construção do templo onde está ela hoje estabelecida.

Em 1986, Pr. Darci vai para a 4a. Igreja Batista de Goiânia e na PIBB assume o Pr. Ilton de Araújo Sampaio, que a dirige até o final de 1992. Nesse período foi construída a área de educação religiosa. A partir de janeiro de 1993, por alguns meses apenas , a PIBB foi pastoreada pelo Pr. Wilson Regis. De março de 1994 a março de 1998, Pr. Edson Mendes Batista de Souza esteve à frente da igreja.

Em 31 de Outubro de 1998, vindo de São Paulo, Pr. José Carlos da Silva é empossado no pastorado da PIBB. Sua família só chegaria no final do mesmo ano para se instalar na casa pastoral. A igreja se mostrou imensamente receptiva e alegre. Aos poucos, pastor e igreja foram se conhecendo e a PIBB vai restaurando alguns antigos valores e incorporando outros novos. Todos concordavam que havia muita coisa a ser feita. Mas por onde começar?

Uma das primeiras iniciativas foi a retomada da visão missionária e a implementação de ações concretas. No início de 1999, Pr. José Carlos, Rúben e Douglas vão a Juvenília, Minas Gerais. Lá conhecem as igrejas e congregações fundadas pelo Pr. Teodoro Teixeira Leite no noroeste de Minas e na Bahia. A igreja decide investir na região e assume a cidade de Carinhanha como congregação.

Um terreno é comprado, casa pastoral construída e ali se instala o Pr. Raimundo Cordeiro da Rocha com sua família. Muitas visitas e ações missionárias foram feitas e produziram a identificação do povo de Brasíilia com os irmãos baianos. Hoje, Pr. Raimundo dirige a Missão Batista Nacional em Itapoá-DF, e o Miss. Evandro e sua esposa Ivonete estão a frente do trabalho em Carinhanha.

Após dois anos de descanso e preparação no Brasil, a missionária Carmen Caldeira vai em junho de 2001 para a Espanha e no mês seguinte se instala no Marrocos, onde pretende estar até agosto de 2007 evangelizando principalmente mulheres muçulmanas. Obreiros do Piauí procuram o apoio do Pr. José Carlos para implantação de igrejas em seu estado. A PIBB decide investir em três deles: Pr. Wilson José, na cidade de Pimenteiras, Miss. Joelson, na cidade de Timon-MA, e o Pr. Antonio Varges, na cidade de Altos. 

Em Uirapuru, pequena cidade no noroeste de Goiás, a 460 km de Brasília, a PIBB já mantinha uma congregação. Muitas foram as dificuldades no período, principalmente pela falta de obreiro Em dezembro de 2003, Pr. Wasny Andrade e família se instalaram na casa pastoral permanencem à frente da igreja.

No Pq. Mingone, Luziânia, durante 12 anos a congregação contou com apoio de diversos irmãos da PIBB, principalmente durante o período em que foi dirigida pelo Pr. José Gomes. Em dezembro de 2002 foi emancipada e organizada a Igreja Batista Nacional da Paz, com templo construído e 143 membros. Hoje ela é pastoreada pelo Pr. Wilson José, trazido do Piauí e ordenado ao ministério com o apoio do Pr. José Carlos.

No Riacho Fundo II uma jovem igreja, praticamente adotada, dirigida pelo jovem Anderson e sua esposa Elaine caminham rumo a emancipação. Em Itapoã, a maior ocupação urbana da América Latina, nasceu uma congregação. Gente humilde, mas Amada por Deus tem sido assistida pelo Pr. Raimundo Cordeiro da Rocha. Mas não foi só missões. Nesses quase seis anos de pastorado, outra marca foram as reformas do prédio. Salas de aula, templo, fachada, sanitários, berçário, sala de som, secretaria, telhado do templo... Quanta coisa já foi feita, e a obra continua...

A PIBB hospedou eventos importantes para a denominação, como o 1º Congresso dos Homens de Sucesso com Deus, um encontro nacional promovido pela União Evangelizadora Feminina da CBN; formaturas da Faculdade Teológica Batista Nacional,  Congresso Missionário da CBN-DF e outros eventos regionais contaram com boa hospitalidade.

Eventos locais como Conferências Missionárias, Congressos de Jovens, Congressos Femininos, Escolas Bíblicas de Férias, acampamentos de crianças, adolescentes, jovens, mulheres... Foram dias bem proveitosos. Outros ministérios dinâmicos: equipes de louvor, coral, Escola Dominical, LAPIBB, Expressão de Vida (que se apresentou no 1o. Congresso Latino Americano de Adoração, promovido pela União Batista Latino Americana, na cidade do Rio de Janeiro).

Em nosso breve histórico da PIBB, consideramos hoje seu presente e as perspectivas para o futuro. Somos uma igreja de famílias. Nossos pioneiros, hoje anciãos, somam-se aos seus filhos e netos. Muitos chegaram ao longo dos anos e continuam a afluir novos irmãos de fé. São jovens, adolescentes, crianças...   

Casados e solteiros, comerciantes, empresários, servidores públicos, aposentados, professores e estudantes. Tanta gente diferente, tantas histórias, uma só igreja. Nossas atividades refletem esta diversidade. Temos o coral, característica de igrejas históricas. Mas também há espaço para ministérios de vanguarda como o do Expressão de Vida. Funciona a Escola Bíblica Dominical, mas também estão sendo buscadas outras fórmulas de discipulado como os pequenos grupos, casais, e curso de teologia para líderes.

O departamento infantil ocupa lugar importante numa igreja preocupada com as famílias. O culto também é alegre e contagiante, preservando a importância da pregação bíblica e da oração. As congregações e frentes missionárias, os pastores e diáconos, as lideranças dedicadas e integradas. A igreja, na verdade, é a somado esforço de muita gente. Quase não se fala em dinheiro, mas Deus sustenta através da fidelidade dos membros comprometidos com os dízimos e o compromisso missionário de fé. E muita gente é socorrida em suas necessidades.

A igreja é também uma empresa. Funcionários na secretaria e na zeladoria trabalham duro para manter tudo funcionando sete dias por semana. Dois pastores da igreja: José Carlos e Dâmocles Vinícius. Mais há também outros pastores congregados e integrados ao ministério: Pr. João Florentino, Pr. Heleno Amâncio, Pr. Darci Guilherme, Pr. Jerônimo Azevedo, Pr. Rúbens e Pr. Alfinito. Também temos como nosso cooperador e membro Pr. Lucy-Mar de Almeida Campos, que responde pela administração da nossa denominação, a Convenção Batista Nacional.

Há algumas marcas deste novo tempo no ministério da PIBB.  Primeiramente, a igreja se tornou mais acolhedora, mais simpática e receptiva aos novos. Mais amigos e fraternos, os crentes se tornam mais felizes e frutíferos.
 
A segunda marca é uma clara vocação para o ensino consistente da Palavra de Deus. Alheia aos modismos e movimentos extravagantes, a PIBB segue numa linha doutrinária bíblica, fiel a profissão de fé dos batistas nacionais, e coerente com a boa consciência cristã. O povo já se acostumou e espera a um bom conteúdo em todas atividades.


A terceira marca é paz. O ambiente é harmonioso e não há espaço para disputas de poder. Há prestação de contas, administração participativa e eficiência na gestão dos recursos comuns. Na PIBB as coisas têm acontecido por fé e por dedicação sincera, mas sem estressar ninguém.

Quanto ao futuro. Para onde estamos caminhando?

A visão da igreja está em seu logotipo. Caminhar em quatro direções: adoração, evangelização, responsabilidade social e comunhão.  São os pilares da Missão Integral da Igreja, instituída por Jesus e praticada desde o primeiro século.A vocação missionária segue firme. As oportunidades de ampliar o campo de ação surgem dia a dia. Há hoje urgência no treinamento de evangelizadores e discipuladores para atender o trabalho local. 

Há obreiros em outras localidades pedindo apoio e investimento em seus ministérios. Possibilidades de parcerias e convênios são quase ilimitadas. Não podendo atender a todos, a PIBB precisa gradualmente aumentar seus recursos e expandir a visão. Crescer. Não só em número mas também na espiritualidade contagiante. Na doutrina e no conhecimento da verdade e da vontade de Deus; Na eficácia do poder do Espírito Santo, que opera em todos, para a edificação de todos.